quarta-feira, setembro 24, 2008

Marcelino Freire fez um concurso em seu blog, premiando os que enviassem contos com exatas seis palavrinhas! Não estive entre os vencedores (nunca estou), mas posto aqui algumas de minhas tentativas (foi divertido passar por esta experiência!). Alguns são lápides:

Beata
Meu Deus, Minha Nossa Senhora.

Periferia, vosso padeiro foi o diabo.

Jesus
Tantas almas pequenas, ó Pai...

Dalton Trevisan
Aqui ninguém o incomoda.

Dalton fugiu do sucesso e fracassou.

Professor
Caixão não coube no salário.

Drummond
Uma pedra construiu o poeta.

Apenas o crack soube amá-lo.

Prostituta
De costas não doía menos.

Bandeira
A poesia enganou a morte.


Morreu na contramão esperando um amor.

Feirante
Do outro lado fedia peixe.

O anão morreu gemendo bem baixinho.

Apenas de máscara sabia sorrir sinceramente.

Zé do Caixão
Você! Todos você!

Machado de Assis
Toda palavra sã.

Jesus Cristo
Até depois de amanhã.

Jesus de Nazaré
Depois ele volta.


Jogador
No impedimento, não fazia barreira.


O pedófilo brincava feia brincadeira desgraçada.

A mulher era violão e pianinho.

Sinal Fechado
Era muito míope mesmo.

Um comentário:

laís D'Andréa disse...

Gostei especialmente de "Periferia, vosso padeiro foi o diabo." Podia ter ganhado!

Vim aqui seguindo o link que você deixou na comunidade Revisores. Voltarei mais vezes.

Seguidores