segunda-feira, abril 27, 2009

Não foi o Corinthians, foi o Ronaldo

Sou santista.
Começar um texto assim hoje cria expectativas, por conta do jogo de ontem. Esperarão rancor, reclamações, despeito e toda ira que um santista poderá despejar por conta de uma derrota, em casa, com um placar que não pode deixar dúvidas quanto ao mérito do adversário que é justamente o Corinthians, sendo que, tirando o “detalhe” do gol, o Peixe foi muito superior.
Acontece que no futebol, ao contrário o que pensam alguns "especialistas", o gol não é detalhe, e o Corinthians conta com um dos maiores especialistas de fato nessa área. Já devíamos desconfiar disso, pois, mesmo quando estava afastado dos gramados, ainda em recuperação, soubemos que Ronaldo não deixava de treinar com duas, quatro, ou mesmo seis bolas ao mesmo tempo – para aguçar seu domínio – e deixava claro que, para ele, tanto fazia jogar enfiado ou ser o homem que vem de trás, exatamente como ele vem fazendo nos jogos.
Desde que voltou a jogar, Ronaldo teve que superar uma série de desconfianças sobre suas condições. Era golpe de marketing? Sim, não deixava de ser. Ele não estava em plenas condições de jogar futebol profissionalmente? Não, não estava. Sua cabeça estava mais nas baladas e na curtição do que na carreira? Não há dúvidas. Mas aí, pouco a pouco, o cara resolveu jogar, foi fazendo gols, retomando o gosto pela coisa – tudo bem, os jogadores que enfrentou por aqui são, em sua maioria, cabeças de bagre – e aí ele veio, gol a gol calando a boca dos desconfiados.
Seu primeiro gol na “volta”, contra o Palmeiras, foi supervalorizado. Jogada chinfrim, um simples gol de cabeça em que a defesa adversária ficou plantada apenas assistindo, teve repercussão mundial e babação de ovo até de jornalistas sérios, uma grande manipulação e tal. Ronaldo ainda não havia conquistado alguns céticos.
Até que, no jogo de ontem, o cara domina a bola com maestria no segundo gol do Corinthians e arremata com eficiência e, pra completar, marca um golaço, coisa que só craque consegue fazer. Ontem, por causa de Ronaldo, o Corinthians teve duas chances claras de gol e marcou três vezes! Sim, pois o terceiro gol não seria uma chance clara de gol, foi algo tirado da cartola!
A última boca que Ronaldo ainda não havia calado, a minha, fechou-se ontem, com amargura, mas também com reconhecimento.
Não abro mão do meu papel de torcedor, que é essencialmente torcer, mas, precisando marcar três gols sem sofrer nenhum, jogando contra um time que vai explorar os contra-ataques e que tem Ronaldo na frente, devo dizer que dessa vez, Peixe, com todo respeito ao Madson, já era.. mas, perder pro Ronaldo (esqueçam o Corinthians), ainda mais jogando como o Santos tem jogado, não é nenhuma vergonha, não: é apenas a ordem natural das coisas.

5 comentários:

João Paulo disse...

sou corinthiano e tenho que confessar.
ÈÈÈÈÈÉÉÉÉÉ CAMPEÃÃÃÃÃÃÃÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

E FUTEBOL É FEITO DE EQUIPE, UNS DEFENDEM, OUTROS ARMAM E OUTROS MARCAM GOLS.

FAZER O QUE, NÉ?
PACIÊNCIA.

Jane disse...

Como vc sabe sou São Paulina e tenho uma simpatia imensa pelo Santos.
O jogo de ontem novamente me mostrou que futebol se ganha fazendo gols... Palmeiras e São Paulo eram os cotados para a final, ficaram fora da festa. E os azarões alvinegros iniciaram o duelo. A história mostra o Santos como o favorável ao título, mas desta vez o adversário tem uma arma inédita - o pé-quente Ronaldo.
O Santos teve seus pecados e azares e fez uma bela e eficiente apresentação - A quantidade de gols perdidos mostra que o placar poderia ser outro. O Corinthians teve seus méritos e sortes e a felicidade de ter um fenômeno jogando - O herói foi o Ronaldo que fez 2 belos gols nesta final. Na verdade, dá gosto ver o Ronaldo jogar... Ele já nos deu tantas alegrias defendendo a camisa verde e amarela... Em qualquer time que jogue a gente acaba torcendo por ele e gostando de vê-lo fazer gols. Ele personifica a própria fenix, merece a glória. E vamos assistir a mais um belo clássico no próximo domingo. Claaarooo que torcendo pelo Santos - kakakaka

EMEF Heitor de Andrade disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
EMEF Heitor de Andrade disse...

TIMÃO EÔ
TIMÃO EÔ

TIMÃO EÔ
TIMÃO EÔ

(Bem ao estilo dos mano curintianu
- sem argumentos...)

Dunha Freitas disse...

Apesar da derrota fico um pouco feliz, pois perdi para o melhor, Ronaldo (cara do Pânico falando Ronaldo no fundo), mas o Além me disse que domingo será 5x2 para o Santos.

"Yo no creo en las brujas, pero que ellas hay, hay."

Seguidores