sexta-feira, março 22, 2013

Elo sem corrente



Bom seria nem ser nada
Soltar cada cadarço
Apegar-se ao ar
Desatar as etiquetas
Tristes tensas como cadeias

Rótulos nos escondem
Amordaçam em engradados.
Quem quer ser do Cristo
Fique apenas com isso:
Amar, doar, doer
E voltar a amar
Acredite
É pouco e bastará

Nenhum comentário:

Seguidores